Durante a páscoa eu e o Ti fizemos uma viagem maravilhosa pela sul da Espanha, mais conhecido como a Andaluzia. Começamos a viagem por Alicante, que era aonde pousava meu vôo vindo da Inglaterra (paguei 40 euros no vôo para passar o final de semana na Inglaterra…inacreditável!), seguimos para Granada, Málaga, Marbella e Córdoba. Infelizmente faltou Sevilla, que é a capital da Andaluzia, mas mesmo assim a viagem foi pra lá de inesquecível. O ponto alto da viagem foi Granada, pelo conjunto da nossa estadia: a cidade maravilhosa, aconchegante e animada, a beleza impressionante da Alhambra e o nosso hotel delicioso, e também Marbella, pois a cidade é simplesmente um mundo à parte: é maravilhosa, as praias são lindíssimas, a vida noturna (e diurna, dada a quantidade de beach clubs) é animadíssima, é ultra-sofisticada e chic, os hotéis são maravilhosos, compras incríveis, e posso continuar até amanhã…

Alicante

Alicante, apesar de ser uma graça, não é um lugar que diria ser uma parada obrigatória na Andaluzia. As praias são super gostosas, tem um cassino bem bacana, um centro histórico lindinho e um passeio na beira do mar muito gostoso, mas é um turismo um pouco mais popular. A vantagem é que se você é fã de resorts, esse é o lugar certo. Minha dica é ficar em alguns dos resorts à seguir:

Melià Alicante

Tryp ALicante Gran Sol

(estes últimos ambos localizados na Marina, ao lado do passeio marítimo)

La Marina Alicante

Hotel Alicante Golf

El PLantio Alicante – Golf Resort

O que fazer: ir no cassino, conhecer o castelo de Santa Bárbara, passear no passeio marítimo à noite, ir até a praia de Tabarca fazer snorkel, tomar sol na Playa de San Juan e comer paella num dos quiosques dali.

Granada

Granda foi sem dúvida uma das cidades mais bonitas que já conheci. As ruazinhas são pitorescas, os restaurantes lindos e deliciosos, cada lugar da cidade tem um mirante com uma terraza e um restaurante delicioso, e a Alhambra é sem dúvida um dos pontos turísticos mais impressionantes do mundo.

Aonde ficar

Hotel Rosa de Comares – (aonde ficamos) Uma casinha híperrr charmosa numa rua que só tem acesso a pé. Tem até piscina e café da manhã incluído, e um preço incrível (pagamos por volta de 70 euros na alta estação).

Alhambra Palace -pra quem quer ficar perto da Alhambra

Hospes Palacio de los Patos – edifício tombado pela UNESCO super luxuoso e central

Granada 5 senses Hotel Boutique – hotel descolado e moderno

Gar Anat Hotel boutique – hotel super descolado localizado num castelo restaurado bem no centro de Granada e tem um ótimo custo-benefício

Shine hotel Albaycin – hotel boutique num castelo antigo no bairro árabe de Albaycin

O que fazer: visitar a Alhambra, pegar o ônibus/tremzinho turístico e dar a volta na cidade, ir ao parador San Nicolás e tomar um café ou um sorvete ali por perto, comer tapas em algum restaurante típico

Aonde comer: Jardines de Zoraya, Bar Avila, Heladeria Los Italianos (a mais famosa da cidade, faz fila no quarteirão)

76D1BA21-F460-4C7A-A57C-7FE8E128FF75

Málaga

Málaga é a cidade aonde Picasso nasceu, portanto a cidade quase toda gira em torno disso. Nós não conhecíamos e ficamos num hotel numa praia, que acabou sendo muito afastado do centro. O hotel era lindo, tanto quanto a praia, mas recomendo ficar mais no centro, pois dá uma bela distância da zona residencial para os pontos turísticos.

Aonde ficar:

Room mate Valeria – hotel boutique com rooftop, bem central e ótimo para o verão

Hotel boutique Teatro Romano – super central e ótimo custo-benefício

Parador de Málaga Gibralfaro – hotel com a vista mais linda da cidade, do lado do castelo, um pouco mais luxuoso, mas vale cada centavo

O que fazer: visitar o castelo de Gibralfaro, visitar o teatro Romano, visitar o museu Picasso, visitar a casa do Picasso, passear no Pier e fazer compras nas lojinhas descoladas de lá

Aonde comer:

José Carlos Garcia – único Michelin de Málaga, de frente para a Marina, com apenas 6 mesas

Gorki: tapas gourmet

Maricuchi: na praia de pedregalejo, um restaurante típico de comida malaguenha (fritura malaguenha, ostras)

 

Córdoba

Córdoba é famosa pela mesquita, que é metade católica e metade muçulmana e é de um tamanho impressionante. A cidade é linda e histórica, cheia de restaurantes deliciosos, mercadinhos gourmet e vias e ruelas super românticas. Ficamos num apart hotel que era uma casa antiga, também lindíssimo e fomos em alguns rooftops super gostosos e bem animados, já que a cidade tem muitos jovens por conta das universidades.

Aonde ficar:

Casa Alperca Suites – um apart hotel que mais parece a casa da gente de tão lindo e fofinho, e ótimo preço

Patio del Posadero – uma casa do século 15 transformada em hotel, com apenas 4 quartos

Option Be Hostel – que de hostel só tem o preço, pois é super descolado e híper bem localizado

Hotel Eurostars Patio de Cordoba – um Eurostars digno de revista, moderno nos quartos e vintage no externo. Preços nada exorbitantes para o nível do hotel

O que fazer: visitar a mesquita, visitar a ponte romana (que eram aquedutos),  visitar a Calleja de las flores (uma ruela cheia de flores), visitar o ALcazar de los Reyes (palacio dos reis cristãos cheio de jardins maravilhosos)

Aonde comer:

Taberna Casa Pepe – restaurante turístico mas co ótima comida no bairro judeu de córdoba

La Regadera – considerado o melhor restaurante de Córdoba, e serve comida espanhola tradicional, inclusive o famoso Salmorejo de Córdoba

Bodegas Mezquita – Uma bodega de tapas tradicional de Córdoba, com preços ótimos

 

Sevilla

Como disse, não fui para Sevilha, mas o Ti foi e me passou todas as dicas.

Aonde ficar:

Casa de Colón – hotel boutique aconchegante num prédio antigo renovado no centro da cidade

Casa Romana – hotel boutique lindinho localizada do lado da zona de compras de Sevilla

Hotel Inglaterra – hotel boutique com rooftop lindo, e já hospedou até príncipes

O que fazer: visitar a Alcazar , a catedral de Sevilla e Giralda e a Plaza de España (praça gigante construída no início do sec 20 para a exposição íbero-americana)

Aonde comer:

con Tenedor – restaurante artsy que serve apenas orgânicos

Espacio Eslava – bar de tapas mais famoso e descoladinho de Sevilla

La Azotea – restaurante chic e descolado que serve comida Espanhola

 

Marbella

Como boa amante de praia, foi o lugar que mais gostei. Ficamos na cidadezinha de Marbella mesmo, mas se fosse novamente ficaria em Puerto Banús, aonde são as lojas legais, as praias mais badaladas e as noitadas mais legais.

Aonde ficar:

Os hotéis mais famosos são:

Nobu Marbella, Puente Romano, Gran Meliá Don Pepe, Villa Padierna Palace (palácio surreal na cidade) e o Westin La Quinta Golf Villas (para quem curte golf), mas nós ficamos num Air Bnb incrível por 40 euros a noite. Marbella é famosa pelos hotéis-boutique então seguem alguns bem mais baratos:

Sisu Boutique Hotel

Blizz Boutique hotel (ambos no badalo de Puerto Banús)

Aonde comer:

Dani Garcia: uma chef famosa na Espanha toda, mas que é originalmente de Marbella e tem um restaurante com 2 estrelas Michelin na cidade.

Skina: também premiado com uma estrela Michelin, o Skina mixtura comida japonesa com andaluza e fica na cidade antiga.

Celicioso Bakery: uma bakery de comidas naturais e sem gluten no Nobu Hotel

Rachel’s eco love: restaurante mais fofo de Marbella, todo natureba e em volta de uma piscina, cheio de mesas e cadeirinhas turquesas

La Moraga Bistró: bistro ultra hypado em Puerto Banús